Aprenda controlar suas dívidas nos momentos de crise

Uma pesquisa recentemente realizada pela SCPC Brasil mostrou que só na Região Sul existem mais 8 milhões de pessoas e empresas inadimplentes, ou seja, estes têm dívidas em atraso e estão com o crédito negativado. Em média, a pesquisa demostrou que os inadimplentes têm 2,3 dívidas em atraso.

Introdução

Em tempos de crise, os dados são ainda mais alarmantes. Em outro estudo da SCPC Brasil, de cada dez consumidores que estão ou ficaram com o nome sujo nos últimos 12 meses, um deles (11,2%) foi por ter “emprestado” o nome para outra pessoa fazer compras ou tomar empréstimos.

Quando se fala em dívidas, os maiores credores sempre são os bancos, são eles os responsáveis por 44,9% do total das dívidas na pesquisa, em segundo lugar o comércio, com 23,74%, e em terceiro vem a comunicação, com 18,10%. Entretanto não se pode deixar de falar que um número considerável de pessoas já enfrenta sérios problemas com contas básicas, como aluguel, água e energia elétrica.

A inadimplência não é um problema que está acontecendo apenas com pessoas e empresas de um determinado estado ou município, é um problema generalizado que precisa ser enfrentado em todo o Brasil. Reflexo do crédito fácil e sem orientação, agora chegou a hora de anotar todos os ganhos e despesas, criar uma planilha, comprar uma agenda ou bloco ou até mesmo baixar algum aplicativo de celular para anotar tudo aquilo que se ganha e tudo aquilo que se gasta, porque os números têm que fechar. 

Controlando as dívidas

Se você ganha R$ 5 mil reais mensais, você vai precisar saber quanto vai sobrar ao final do mês. Caso não esteja sobrando, você vai precisar saber o que precisa ser cortado.

No momento das compras;

Neste momento o mais importante, é saber definir os gastos fixos mensais. Quais são os valores dos proventos e quais são as despesas mensais? Se a conta da energia está alta, você deve buscar soluções para controlar os gastos, para diminuir a conta você pode desligar aparelhos da tomada ao sair de casa, trocar lampadas antigas por mais novas, etc.

Se a conta da água está muito alta, busque reduzir o consumo dos banhos ou da higiene pessoal, isso realmente funciona. Uma dica muito valiosa é prestar atenção nas compras do dia a dia. Uma solução para economizar nestas despesas é criar uma lista antes de sair para o supermercado e mais importante ainda é não fugir desta lista, além disso, você deve sempre sair de casa alimentado e não sair comprando tudo que ver escrito promoção.

Lições para toda a vida;

Nunca gaste mais do que você ganha, calcule seu salário e seus gastos sem fugir da realidade, gaste seu dinheiro apenas com aquilo que você realmente precisa.

Procure não cair na ilusão do crédito fácil, você facilmente será escravizado(a) por algum período caso caia nesta ilusão. Se ter cheque especial, não utilize, reserve o mesmo para uma emergência, se necessário for. Dessa forma você irá conseguir equilibrar sua vida financeira. Procure se conhecer melhor e saber de seus limites.

O pesadelo do Cartão de Crédito;

Caso seja mal utilizado, o cartão de crédito pode se tornar um pesadelo para a economia familiar. O mesmo pode ser prático e magnifico quando bem administrado, sem anuidade ou com anuidade não importa, desde que você ganhe alguma vantagem. Quando se trata de cartão de crédito o melhor é sempre mante-lo em dia. Caso você atrasar alguma fatura, o mesmo vai virar uma bola de neve infinita, imagine ter que pagar juros de 400% ao ano. 

Pagar o mínimo do cartão de crédito é uma das piores decisões que um consumidor pode tomar.

Os juros do cartão de crédito recentemente bateu recorde, com 449,1% ao ano.

Não "empreste" seu nome para ninguém;

Se alguém lhe pedir o nome "emprestado" saiba dizer não, se a pessoa não conseguiu administrar o crédito no nome dela, quem garante que ela vai conseguir administrar o seu nome? Ainda secundo a pesquisa realizada pela SCPC Brasil, de cada dez consumidores que estão ou ficaram com o nome negativado nos últimos 12 meses, um deles (11,2%) foi por ter “emprestado” o nome para outra pessoa.

Com dívidas e sem emprego;

Caso você esteja com dívidas e sem emprego, por mais que você queira quitá-las com algum dinheiro extra, como por exemplo o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (liberado após demissão), esta decisão pode lhe custar muito caro. Caso você utilize este dinheiro e ainda continue desempregado(a) você correr o risco de ficar sem receitas para cobrir gastos futuros. O melhor a se fazer nestas situações é criar estratégias para tentar multiplicar este dinheiro. Recomendamos que tente multiplicar a receita através de várias estratégias de negociações, não arisque toda a receita em apenas uma única estratégia de negociação. 

Crie uma poupança para emergências;

Esta poupança forçada vai ser um divisor de águas caso você seja vítima do desemprego, esta poupança forçada poderá garantir o pagamento das despesas, entretanto você pode utiliza-la para estratégias de negociações objetivando multiplicar as receitas.

Busque sempre lhe conhecer melhor e saber da sua realidade;

É extrema importância que você tenha total domínio sobre os seus números nesta crise que assola o Brasil. Caso tenha perdido o emprego, valorize o que você possui guardado e some com o que será ganho com a rescisão. Também faça um levantamento sobre todos os gastos mensais, lembre-se, todos. Nada deve deixar de ser anotado.

Elimine todas as ferramentas de crédito;

Caso você esteja enfrentando problemas com dívidas de cartões de crédito, cheque especial, factoring, enfim todos devem ser prioritariamente esquecidos, até em casos de emergência.

Realize uma limpeza financeira;

Chegou a hora de aprender a priorizar, verifique o que realmente é necessário para a sua vida. Todos os gastos devem ser repensados, repense sobre a TV a cabo, celulares, baladas, restaurantes, etc.

Renegocie todas as suas dívidas;

Busque todos os credores e seja o mais franco possível, demostre interesse em não se tornar inadimplente, argumente sobre sua real capacidade de pagamento e troque dívidas caras por dívidas de melhores condições e valores. Esta atitude pode fazer muita diferença para você e para seus credores. É muito importante que você priorize as dívidas com juros mais altos e com imóveis dados como garantia.

Crie estratégias para multiplicar sua renda;

Por menor que seja suas receitas e por mais que você não tenha conhecimento em outras áreas de atuação, busque criar estratégias para multiplicar suas receitas.

Conclusão

Caso você esteja desempregado, não se preocupe, é neste momento que sua consciência será mais criativa. Utilize sua rede de contatos, informe que você está disponível para novas oportunidades. Se você ainda não aprendeu, vai aprender, você precisa estar preparado para as oportunidades, pois ela pode estar na frente de seus olhos e você não consegue enxergar. Seja você mesmo, levante a cabeça, se você chegou até este site é porque você já é um vencedor. 

A Prosiga presta serviços especializados na área e dispõe de CONSULTA ONLINE GRATUITA para seus clientes. Nestes casos não perca tempo, se você ou sua empresa precisam de ajuda, entre em contato conosco, nós teremos o maior prazer em achar uma solução para este contratempo!

* Este artigo foi redigido meramente para fins de informação e debate, não devendo ser considerado uma opinião legal para qualquer operação ou negócio específico.

ADM: "Participar da O Conciliador é algo maravilhoso. Você tem a oportunidade de mudar sua vida financeira, sua relação com o dinheiro, e ainda tem a oportunidade de ajudar outras pessoas e empresas". Facebook


 

Copyright © 1999 - 2017 O Conciliador - [oconciliador.net] Todos os direitos reservados.

Site Seguro
Política de Privacidade. A O Conciliador preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, entretanto não nos responsabilizamos por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes. Você pode usar as informações contidas nesse site, mas não deve nunca deixar de fazer suas próprias pesquisas e coleta de informações antes de tomar qualquer decisão. Nós procuramos responder dúvidas dos nossos leitores. Isso não significa que somos obrigados a responder todas as perguntas que recebemos. Também não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas. Elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc.
Tudo Sobre:

Recuperação de Créditos, Cobrança Judicial, Recuperação de Empresas, Revisão de Dívidas Empresariais, Banco Itaú S.A., Banco Bradesco S.A., Banco Volkswagen S.A., Busca e Apreensão, Banco Toyota S.A., Banco Santander S.A., Banco Itaucard S.A., Banco Votorantim S.A., HSBC Bank Brasil S.A., HSBC Bank Brasil S.A., Recuperação de Créditos, Banco Panamericano S.A., Dano Moral, Banco Randon S.A., Banco Sofisa S.A., Banco Mercedes-Bens do Brasil S.A., Banco Safra S.A.>, BV Financeira S.A., Solução de Dívidas, Banco Honda S.A. , Hipercard Banco Múltiplo S.A., Banco Morgan Stanley S.A., Banco John Deere S.A., SICREDI S.A., Banco Alfa S.A., Banco ABN AMRO Real S.A., Banco do Brasil S.A., Banco Capital S.A., Banco Petra S.A., Scania Banco S.A.

.